Os alunos do 11.º H do Curso Profissional de Técnico de Análises Laboratoriais, no âmbito da disciplina de Qualidade, Segurança e Ambiente, desenvolveram o projeto “Compostagem” com o intuito de mostrar uma aplicação prática da componente teórica e, ao mesmo tempo, aproximar os discentes de um dos processos basais do ciclo de nutrientes: a decomposição. Este projeto consistiu na construção de um compostor, que se localiza perto da cantina, de um desdobrável e de cartazes.

A compostagem consiste no conjunto de técnicas aplicadas para estimular a decomposição de materiais orgânicos. A partir de detritos orgânicos, e com a ajuda de fungos, bactérias e alguns animais, produz-se húmus, um substrato rico em nutrientes minerais e orgânicos essenciais para o bom desenvolvimento das plantas, isto é, numa terra adubada com húmus, as plantas crescerão mais e de uma forma mais rápida e saudável.

No fundo, a máxima da compostagem é devolver à terra o que lhe retirámos, isto é, a maior parte dos alimentos que consumimos precisou de uma certa quantidade de nutrientes para crescer. Como os nutrientes se esgotam, temos que repô-los. Assim sendo, todos os restos que não comemos deveriam ser decompostos, sejam eles cascas de frutas, de legumes ou borras de café, tendo em atenção que nunca se deve pôr alimentos cozinhados. Também podemos aproveitar e colocar folhas e restos orgânicos da jardinagem.

Como podemos fazer compostagem e qual é o processo para obter húmus? O objetivo é acelerar um processo que ocorre naturalmente. Para que isso aconteça, devemos utilizar um contentor escuro, com algumas entradas de ar, deitar restos de matéria orgânica e juntar, de seguida, alguma terra que irá conter minhocas e microrganismos que ajudarão na decomposição.

E por que motivo é importante fazer compostagem? Este processo reduz a quantidade de resíduos orgânicos depositados em aterros, diminuindo os custos ambientais e económicos. Porque nos aproxima da Natureza e ensina-nos a dar valor aos alimentos, tendo como consequência um menor desperdício. Porque o composto produzido melhora a fertilidade natural do solo, ajudando, desta forma, a prevenir doenças nas plantas, substituindo, em parte, os adubos químicos.

Assim, fazer compostagem é contribuir para a Sustentabilidade Ambiental.

Adira a este projeto, valorize o lixo e seja um protetor do Meio Ambiente!