Este ano letivo, a Escola Básica Campinhos – Agrela foi galardoada com a bandeira das Eco-Escolas, promovida pela Associação Bandeira Azul da Europa, pelo trabalho desenvolvido no ano anterior. Tendo sido a primeira escola, desde a formação deste grande Agrupamento, a conseguir esta honra, foi um grande estímulo para se continuar com este programa.

Assim, ao longo do ano, realizaram-se atividades e articularam-se outros projetos, que se englobaram na nova candidatura ao Galardão Eco-Escolas 2019/20.

Realizaram-se Assembleias de Escola para constituir o Conselho Eco-Escola, bem como para organizar o Plano de Ação. Na primeira reunião do Conselho Eco-Escola, ouvidos testemunhos sobre os resíduos depositados na serra da Agrela, a Câmara Municipal comunicou a situação às Infraestruturas de Portugal, providenciando estas, em 9/03/2020, o corte e ceifa de vegetação, incluindo limpezas para os meses de março/junho, não tendo sido ainda concretizadas.

Para alertar a comunidade escolar sobre as problemáticas ambientais, a Escola juntou-se ao movimento da Greve Climática Global com várias ações na envolvência periférica.

Assinalou-se o Dia da Alimentação, sensibilizando as crianças para o aproveitamento de recursos existentes, confecionando compotas, posteriormente vendidas às suas famílias, revertendo a verba à Associação de Pais para as entradas do espetáculo de patinagem de Natal.

Foi renovada a inscrição no “Concurso Separa e Ganha” do programa EcoValor da Resinorte, para incentivar a separação de resíduos.

Em Guimarães, os alunos do 4.º ano participaram no Dia das Bandeiras Verdes, trazendo consigo, orgulhosamente, a bandeira e o certificado de Eco-Escola 2028/19. Comemorou-se o Dia da Floresta Autóctone com pesquisas para a elaboração de cartazes e posterior caminhada à floresta. A Câmara Municipal proporcionou o desenvolvimento do projeto Experimenta + Santo Tirso, sob o tema “A QUALIDADE DO AR”.

A Escola foi convidada a partilhar as suas boas práticas, representando o 1.º ciclo no Encontro Regional Eco-Escolas / Santo Tirso 2020. Em ocasiões festivas, fizeram-se trabalhos de Expressão Plástica com materiais de desperdício. Continuou-se a fazer a manutenção da horta escolar.

O Jardim de Infância apresentou ao primeiro ciclo uma historinha sobre separação de resíduos e reciclagem. No dia do exercício de evacuação, houve uma demonstração do carro de 1.ª intervenção da Junta de Freguesia. Aproveitando os meios, também se colocaram as caixas-ninho, feitas na escola, em várias árvores do recinto escolar.

Na fase de confinamento, devido à pandemia Covid-19, uma vez cessadas as atividades de grupo previstas no Plano Anual, a Escola aderiu a três concursos da plataforma Eco-Escolas: “Horta Bio”, “A minha árvore nativa” e “Eco-Código”. Na plataforma Google Classroom, através do Google Meet, os alunos apresentaram trabalhos de pesquisa sobre parques e reservas naturais e sobre o impacto da pandemia.

Apesar de um ano letivo tão peculiar, a dinâmica da Escola em prol das problemáticas ambientais foi bastante rica, motivando as crianças para novas aprendizagens, para a valorização da natureza, para estimular a criatividade, para desenvolver o espírito crítico, para a participação ativa na sociedade, para o conhecimento e estreitamento de laços entre a comunidade, para o sucesso, para a felicidade…

Fátima Martins