Se não puderes ser um chorão, no topo de uma montanha,

Sê um arbusto no vale, mas sê

O melhor arbusto à margem do riacho.

Sê um galho, se não puderes ser uma árvore.

Se não puderes ser um galho, sê um cravo entre as silvas

E deixa a tua marca nos caminhos onde passares.

 

Se não puderes ser uma estrada,

Sê apenas um carreiro,

Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela no céu durante a noite.

Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso…

Mas sê o melhor no que quer que sejas ou faças.

 

                                                                                                        Mafalda, 9.º E, EBSDD