No dia 6 de abril de 2019, o aluno Hugo Gomes, da turma B do 11.° ano, e a professora Ana Teresa Carneiro, da Escola Básica e Secundária D. Dinis, participaram na atividade Cern MasterClass: hands-on particle physics.

Desde 2009 que esta atividade é realizada no Departamento de Física e Astronomia da Universidade do Porto, em colaboração com o LIP, a Sociedade Portuguesa de Física e o CERN. Este evento permite a cerca de 80 participantes, alunos e professores do secundário, a oportunidade de ser um físico de partículas por um dia.

A atividade começou com uma introdução teórica dada pelo professor Nuno Castro. Entre os assuntos tratados estão a origem do Universo, a matéria e energia negra, o modelo padrão de partículas e como são detetadas as partículas, produto de um acontecimento (colisão protão-antiprotão), produzidas em aceleradores, nomeadamente no LHC, o maior do mundo, situado no CERN, na Suíça.

Após o almoço no refeitório da FLUP, os alunos foram organizados em pares e fizeram o trabalho de um investigador. Cada grupo analisou os dados de 50 acontecimentos, sendo estes dados reais obtidos no detetor ATLAS, no CERN.

Mais tarde, numa videoconferência moderada pelo CERN, os resultados de todos os grupos (inclusivamente os dos grupos de Lisboa, Sérvia e Grécia) foram unificados numa única coleção de gráficos. Destes, foi possível detetar a presença do Bosão Z0 e do Bosão de Higgs. Foi também possível detetar a presença de partículas hipotéticas como o Gravitão (os dados necessários para a deteção destes últimos foram simulados e introduzidos na amostra de acontecimentos reais).

Após esta análise, os alunos puderam fazer perguntas relacionadas com a Física ou com a vida no CERN aos moderadores.

A participação nesta atividade foi de imensa importância para o aluno e professora, abrindo os olhos para quão vasto é o conhecimento científico.

 

IMG_0344