Ao longo de duas semanas, celebrou-se, uma vez mais, a poesia. Este ano, sob o tema «Poesia Livre… da Poesia da Natureza à Natureza da Poesia», prestou-se homenagem ao poeta João Luís Barreto Guimarães, médico, cirurgião plástico e reconstrutivo, que faz poesia como quem vive. A sua poesia – irónica, biográfica, melancólica, musical – captura objetos e instantes do presente, na fronteira entre a poesia e a prosa, refletindo sobre o lugar da escrita (a casa, o café, a cidade, a viagem) e o tempo de hoje.

Poesia e Natureza deram as mãos e espalharam-se pelo Agrupamento de Escolas D. Dinis através da palavra, da música, da dança e das artes plásticas entre os dias 8 e 21 de março.

«Primavera, à quinta-feira», título de uma pequena antologia poética que, este ano, coincidiu com o dia 21 de março, Dia Mundial da Poesia e da Árvore, reunindo textos diversificados que serviram de apoio às diferentes atividades do Agrupamento: exposições de trabalhos poéticos e de expressão plástica; declamações de poemas; canções entoadas a partir de poemas musicados; encontro com o poeta homenageado; sarau de poesia e tertúlia poética com Pedro Abrunhosa.

Para além de todas estas atividades, o Agrupamento de Escolas D. Dinis participou na sessão solene de homenagem a João Luís Barreto Guimarães, dinamizada pela Câmara Municipal de Santo Tirso, no dia 17 de março, antecedida da cerimónia da entrega de prémios do «Concurso de Poesia». Na Categoria C (Ensino Secundário e Jovens Tirsenses até aos 30 anos), a aluna Marta Sousa, do 12.º C, obteve o primeiro lugar com o poema «Amárvore». Assim, a Escola Básica e Secundária D. Dinis está de parabéns, não só pelo prémio atribuído à sua aluna, mas também pelo elevado número de participações no concurso.

A grande festa da poesia foi celebrada com alegria e entusiasmo em todo Agrupamento.

Muito obrigado a todos os que contribuíram para o êxito deste grande evento poético.

 

Clube de Comunicação do Agrupamento de Escolas D. Dinis