O meu reflexo

O meu reflexo conta histórias de vidas passadas.

Conta as vidas perdidas,

As vindas e idas

Das belas obras criadas.

 

Reflexo é o que lhe chamam

Para muitos é olhar e não ver,

Não ver o que nos mostra,

O que hoje nos faz viver.

 

Olhos nossos que revivem as lutas vencidas,

Bocas nossas que gritam todas as palavras já usadas,

Corpos nossos que encontram os corpos das guerreiras cansadas.

Guerreiras do passado.

Guerreiras do presente.

Guerreiras do futuro.

 

Hoje temos esperança!

Esperança que os nossos pedidos sejam ouvidos.

Estes que já custaram a nossa vida

E até mesmo a dos nossos entes queridos.

 

Nós… somos mulheres!

Mulheres do passado, do presente e do futuro.

Mulheres do mundo!

Escravizadas,

Torturadas,

 

Amadas.

Almas naufragadas no fundo deste mar de vidas.

 

Jéssica Pereira, 12.ºC
1.º Prémio  Categoria C
Concurso Poesia Livre 2018

 

 

MULHER

Mulher não é coisa

Mulher é vida

Tão necessária

Quanto querida

 

Querida ela é

Um grande suporte

Mulher não é frágil

Ela é muito forte

 

Fortes  elas são

Fortes e perfeitas

Pois tudo o que fazem

É com paixão

 

Paixão não lhes falta

É como uma obrigação

Mulher é muito calma

Tem um grande coração

 

Coração gigante

Mulher importante

Mulher é heroína

Não importa ser menina

 

Edgar Vieira, 7.ºD
2.º Prémio  Categoria B
Concurso Poesia Livre 2018

Quando eu era pequenina

No berço me deitavas,

Com canções de embalar

Era tão bonita a tua voz,

Que me consolava

E parava de chorar!

 

Naquela manhã de inverno

Acordava e sorria,

Pois ver-te ali, mãe,

Era tudo o que queria

 

Com a tua magia

Me levavas a sonhar,

E depois me dizias

Que um dia os ia concretizar.

 

A minha mãe quando eu nasci,

Diz que foi uma alegria

Ter uma menina

Era tudo o que queria.

 

Ana Catarina Lima, 7.ºD
3.º Prémio  Categoria B
Concurso Poesia Livre 2018