No âmbito da geminação entre as cidades de Santo Tirso e Gross-Umstadt, realizou-se um intercâmbio escolar no qual participaram ativamente alunos e professoras da Escola Básica e Secundária D. Dinis de Santo Tirso e da Escola Max-Plank Gymnasium de Gross-Umstadt. Para melhor retratar esta experiência inesquecível, pedimos aos alunos de Alemão do 10.º C, do curso de Línguas e Humanidades, que nos dessem o seu testemunho.

No dia 22 de abril, iniciamos a nossa viagem a Gross-Umstadt, pelas 8 horas e 45 minutos, aquela que seria a melhor experiência deste ano para os alunos de Alemão, uma vez que tivemos a oportunidade única de interagir com falantes nativos da língua alemã que começamos a aprender este ano letivo. Durante cinco dias, doze alunos da disciplina de Alemão visitaram a cidade de Gross-Umstadt, cidade geminada a partir de 1988 com Santo Tirso. Desde o início até ao fim da viagem de ida, na entrada do autocarro, na viagem de avião até à chegada a Frankfurt Hahn, os alunos não conseguiam disfarçar o seu entusiasmo e a sua vontade de viver uma nova experiência. A professora de Alemão, Margarida Alice Coutinho, e a professora acompanhante, Mónica Nogueira, o vereador das Relações Internacionais, José Pedro Machado, e a adjunta, Zizina Moreira, acompanharam os alunos zelando pelo bem-estar e pelo sucesso deste encontro.

Logo à chegada a Gross- Umstadt, fomos recebidos pelos nossos parceiros de intercâmbio e pelas professoras organizadoras da Escola Max Plank Gymnasium, Valeria Eck e Birgit Hartmut. A escola ofereceu um almoço de boas vindas e, na cantina, houve um primeiro convívio ainda tímido entre alunos e professores. Nesse mesmo dia, conhecemos melhor a cidade e com a colaboração de um guia, ficamos a conhecer alguns aspetos históricos e culturais da cidade. Depois dirigimo-nos para a casa dos nossos parceiros onde nos acolheram com bastante afeto.

No segundo dia (sábado, 23), pela manhã, os alunos realizaram um peddy-papper pelo centro da cidade e, deste modo, ficaram a conhecer melhor as ruas, os monumentos e alguns aspetos da cultura alemã. A tarde foi passada com os parceiros, tendo decidido a maior parte visitar Darmstadt, uma cidade próxima, onde fizemos excelentes compras.

No terceiro dia (24, domingo), visitamos um dos maiores parques temáticos da Europa, o Holiday-Park, onde nos divertimos e convivemos com os nossos colegas alemães, tendo a oportunidade de praticar a língua alemã com falantes nativos.

No quarto dia (25, segunda), bem cedo de manhã (7.45), acompanhamos os nossos irmãos alemães e assistimos às aulas previstas nos seus horários. Depois, a meio da manhã, fomos recebidos, de forma calorosa e simpática, pelo Presidente Joachim Rupert, o Presidente da Câmara de Gross-Umstadt. A receção oficial terminou com uma foto de grupo em frente à Câmara e um post no Facebook oficial de Gross-Umstadt. Após um almoço na cantina da escola, seguimos viagem para Frankfurt, onde subimos à Torre da Catedral com 238 degraus, cerca de 70 m, e uma vista magnífica sobre a cidade. Visitamos a parte mais antiga da cidade, o Römerberg, vendo diversos monumentos históricos e, no final, houve ainda a oportunidade de ver umas montras.

No último dia (24, terça), já um pouco cansados da viagem, mas sempre com boa disposição, visitamos a cidade de Heidelberg, uma cidade universitária antiga, conhecida pela sua cultura e pela paisagem romântica. Lá, tivemos a possibilidade de conhecer um antigo cárcere para onde eram enviados os estudantes malcomportados, cheio de grafitos nas paredes. Para além disso, visitamos o centro histórico da cidade e ainda o seu castelo majestoso.

Às 3h do dia 27 de abril, os alunos, com muita tristeza, despediram-se dos seus parceiros e embarcaram numa nova viagem de regresso a Portugal. Esta experiência não tinha acabado por aqui, uma vez que os alunos alemães também visitaram a nossa escola em Santo Tirso, concluindo em mais uma semana o nosso projeto de intercâmbio.

Entre os dias 17 e 23 de maio, os alunos alemães foram recebidos com a mesma generosidade e hospitalidade pelas nossas famílias, tendo a oportunidade de visitar Santo Tirso e outras cidades do norte do país, como o Porto, Póvoa de Varzim, Famalicão e Guimarães. Foram dias muito bem passados, num ambiente de alegria, de boa disposição e com vontade de conhecer novas culturas e uma nova língua.

Infelizmente, esta experiência chegou ao fim com o regresso dos alunos alemães para o seu país. Despedimo-nos com alegria por tudo ter corrido muito bem, mas também com tristeza pela inevitável separação dos nossos novos amigos. No entanto, trocamos já convites e pretendemos voltar à Alemanha num futuro próximo!

 

Mariana Matos e Rui Pedro Félix, 10. º C